Minas Gerais

Início » Mundo » Brasil » Sudeste » Minas Gerais

Bombeiros encontram vítimas de acidente de helicóptero em MG

Por Redação - PORJUCA Publicado em 18/06/2018, 14:30 - Atualizado em 18/06/2018, 14:30

Estava, entre os destroços helicóptero que caiu em Espírito Santo do Dourado (MG), no último sábado (16), os corpos do empresário Márcio Bissoli, de 50 anos, e o piloto Luiz Gustavo Araújo Soares, 39 anos. Eles foram encontrados nesta manhã (18), carbonizados.

As buscas foram feitas pelo Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e técnicos do Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa III), que é um órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

De acordo com especialistas, a hipótese mais provável é de que a aeronave bateu de frente na montanha. Moradores informaram ainda que não chovia nem ventava forte no momento da queda. No entanto, ainda não há indicações do que pode ter causado o acidente, sabe-se apenas que o piloto havia avisado que estava com problemas mecânicos.

A última manutenção da aeronave havia sido feita há 11 meses e uma nova avaliação estava marcada para daqui aproximadamente um mês.

Não há ainda informações sobre velório e sepultamento das vítimas.

Foto: Reprodução

Quem são as vítimas

O empresário Márcio Bisolli era diretor executivo do grupo Bauminas, que atua na indústria química e de mineração. De acordo com um sócio em outra empresa, Bissoli era uma pessoa que cuidava muito da saúde e vista como visionária. Ele deixa um filho, já adulto.

A outra vítima foi o piloto Luiz Gustavo Araújo Soares. De acordo com o Corpo de Bombeiros, familiares afirmaram que ele era um piloto experiente, com aproximadamente 8 mil horas de voo. Ele deixa uma esposa, que também é pilota.

Bombeiros encontram vítimas de acidente de helicóptero em MG 2018-06-18T14:30:45+00:00

Vídeo mostra bebê cheio de formigas dentro de UTI pública

Por Júnior Cardoso Publicado em 26/03/2018, 11:28 - Atualizado em 26/03/2018, 11:28

Foto: Divulgação

Um vídeo feito por funcionários dentro da Maternidade Odete Valadares, em Belo Horizonte, denunciou uma incubadora neonatal infestada por formigas, que andam pelo rosto de um recém-nascido entubado.

A denúncia foi feita pela Associação Sindical dos Trabalhadores em Hospitais de Minas Gerais (Asthemg), que diz já ter acionado a direção da maternidade. “Absurdo! Recém-nascidos são atacados por formigas na maternidade Odete Valadares. Nos berçários da maternidade, os bebês recém-nascidos que estão em incubadoras estão sendo atacados por formigas existentes no setor”, afirmou a Asthemg.

Ainda segundo o sindicato, as imagens foram feitas rapidamente enquanto um profissional realizava o procedimento para retirar as formigas. Conforme os trabalhadores, o serviço de limpeza diário não tem sido suficiente para evitar as formigas. Tubos e equipamentos de soro também são afetados.

Em nota, a Maternidade Odete Valadares reconheceu a incidência de formigas no Centro de Terapia Infantil (CTI) neonatal e informou que, além da dedetização, foi alterada toda a rotina de limpeza da unidade, do teto ao piso.

Vídeo mostra bebê cheio de formigas dentro de UTI pública 2018-03-26T11:28:38+00:00