Educação

Início » Editorias » Notícias » Educação

FIES Como Negociar Parcelas Atrasadas Inadimplentes

Por Redação - PORJUCA Publicado em 19/09/2018, 05:01 - Atualizado em 01/10/2018, 09:29

Muitos estudantes sonham em fazer uma faculdade, porém encontram muitas dificuldades para tornar real esse desejo porque o ingresso nas universidades públicas e extremamente concorrido e o acesso às instituições de ensino particulares é muito caro. Para ajudar esses estudantes, o governo federal lançou em 1999 o FIES (Fundo de Financiamento do Ensino Superior).

O FIES é um programa governamental que financia os cursos das instituições de ensino privadas para alunos de baixa renda.

Atualmente, existem mais de 2,7 milhões de alunos estudando através de contratos em andamento no FIES. Até o ano de 2017, o aluno que terminava seus estudos no curso desejado, tinha um prazo de carência de 18 meses para começar a pagar seu financiamento estudantil.

Para o ano de 2018, o Governo inaugurou o Novo FIES, e modificou diversas regras estabelecidas até então. Com o novo FIES, o aluno deve começar a pagar sua dívida depois de 30 dias da conclusão do curso.

Houve também um aumento do teto do financiamento. O valor máximo do FIES, que antes era de R$30 mil, passa para R$42.983 por semestre, ou R$ 7 mil por mês. Essa medida visa auxiliar os estudantes dos cursos de medicina, que tinham dificuldades em pagar suas altas mensalidades.

O que acontece se não pagar o FIES?

Como foi dito anteriormente, os estudantes que utilizam o FIES para cursar a faculdade não têm mais a carência de 18 meses para começar a pagar sua dívida.

No período de amortização da dívida, se o recém-formado estiver empregado ou abrir seu próprio negócio, as mensalidades são descontadas diretamente na folha de pagamento ou na conta bancária da onde é depositada a renda mensal dele.

FIES

Caso o estudante não tenha renda, o financiamento é pago por mensalidades com valor equivalente ao pagamento mínimo. Os pagamentos devem ser realizados diretamente para as instituições em que os serviços foram contratados.

Entretanto, com o alto índice de desemprego no país, muitos estudantes que contrataram o FIES não estão conseguindo pagar a sua dívida. Segundo dados fornecidos pelo MEC, dos 526,2 mil contratos em fase de pagamento, 53% estão atrasados.

Se o pagamento das parcelas do FIES não for realizado, o nome do aluno e do fiador será incluso na lista de inadimplentes do Serasa, pois haverá pendências com a Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil.

É importante busca esse acordo porque, ao se tornar inadimplente por parcelas atrasadas do FIES, essa dívida não prescreverá com o tempo. Mesmo depois de 5 anos sem pagar as mensalidades, o nome do devedor continuará negativado e sofrerá os riscos de busca e apreensão, além do bloqueio de bens para liquidar o débito com o Governo Federal.

Como fazer renegociar as Parcelas Atrasadas do FIES?

Ao perceber que não poderá arcar com o pagamento das mensalidades, o recém-formado deve procurar o banco onde assinou o financiamento e solicitar a renegociação da dívida do FIES.

Para renegociar sua dívida do FIES, você deve solicitar a renegociação no site do FIES. Acesse o site do FIES e peça a renegociação. Para isto, siga estes passos:

Acesse o link de renegociação do FIES > digite suas informações para criar uma nova senha > clique no link de confirmação que será enviado para seu e-mail > digite seu CPF e a nova senha criada.

Programa FIES

Em seguida, você será encaminhado para a página de renegociação no site do FIES. Nesta página terá todas as informações atualizadas do seu financiamento: valor restante da dívida, o número de parcelas que ainda faltam e os valores das parcelas.

Nesta mesma página, é possível fazer uma simulação da renegociação desejada. No campo Escolha o total de meses para simular” é possível alterar a quantidade de meses para pagar a dívida e o próprio site calcula o valor das parcelas.

Depois de decidir os números de parcelas e valores adequados ao seu orçamento, você deve clicar no campo “Gravar e Prosseguir”.

Quais os documentos necessários para renegociar a dívida do FIES?

O site mostrará uma lista de documentos a serem impressos:

– Documento de Regularidade para Alongamento de Amortização – DRA

– Declaração de Desistência ou Inexistência de Ação Judicial (caso você tenha movido alguma ação contra o FIES).

Você assinar esses documentos depois de impressos e providenciar uma cópia dos seguintes documentos:

Identidade do estudante

CPF do estudante

Comprovante de residência do estudante e do fiador

Comprovante de renda do fiador

Após reunir todos esses documentos, você e seu fiador devem ir até o banco onde o contrato de financiamento foi assinado. É aconselhável que você faça um contato prévio com o banco para saber mais sobre a renegociação do FIES e se é possível realizar a renegociação na data pretendida.

Caso queira trocar o fiador (a), é possível fazer isso na renegociação, desde que o possível substituto tenha seu cadastro aprovado. Também é possível modificar a data de vencimento das parcelas.

FIES Como Negociar Parcelas Atrasadas Inadimplentes 2018-10-01T09:29:04+00:00

Salário de professores do SESI e SENAI sofre reajuste de 0,43%

Por Redação - PORJUCA Publicado em 14/08/2018, 14:42 - Atualizado em 14/08/2018, 14:44

Foto: Divulgação.

O salário dos professores e técnicos do Sesi e Senai de São Paulo sofreu um reajuste no dia 1 de agosto deste vigente ano, sendo um aumento de 0,43% sobre os salários praticados em julho deste ano. Desse modo, o reajuste salarial total sobre fevereiro/2018 será de 2,25%. O salário de agosto será também a base de cálculo para março/2019, quando haverá nova renovação do Acordo Coletivo de Trabalho.

O reajuste aplicado em 1º de março, data-base da categoria, recuperou a inflação do período de um ano e foi de 1,81%, segundo o INPC. A Fepesp e os seus sindicatos integrantes sempre consideraram esse índice como insuficiente e mantiveram a pressão em negociações para a aplicação de aumento real de salários, que foi alcançado agora, com a persistência da categoria.

A campanha salarial

No final de fevereiro, assembleias simultâneas em todo o Estado de São Paulo aprovaram a contraproposta negociada pelos sindicatos junto aos representantes do Sesi e do Senai a professores e técnicos de ensino das instituições.

Diante de um cenário de implementação da nova legislação trabalhista, as assembleias foram marcadas por intensos debates sobre resistência e coletividade. Com um acordo coletivo válido por dois anos, até 2019, as rodadas levaram para a mesa de negociação algumas cláusulas e pontos específicos, como, por exemplo, a assistência médica, o reajuste e os vales alimentação e refeição — as cláusulas financeiras do acordo, que, estas sim, tinham validade definida para um ano e iriam expirar neste 28 de fevereiro. Com isso, foi assegurada a manutenção de todas as cláusulas sociais do Acordo Coletivo de Trabalho.

Salário de professores do SESI e SENAI sofre reajuste de 0,43% 2018-08-14T14:44:11+00:00

Inscrições para Fies estão abertas a partir de hoje

Por Assessoria de imprensa Publicado em 16/07/2018, 16:32 - Atualizado em 16/07/2018, 16:32

Estão abertas a partir de hoje (16) as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2018. Serão ofertadas pelo menos 155 mil vagas, sendo 50 mil a juro zero. As inscrições são feitas pela internet, no site do programa, até o dia 22 de julho.

Pode concorrer quem fez uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média igual ou superior a 450 pontos, e obtido nota maior que zero na redação.

sala de aula
As inscrições poderão ser feitas pela internet no site do Fies – Arquivo/Agência Brasil

O novo Fies tem modalidades de acordo com a renda familiar. A modalidade Fies tem juro zero para os candidatos com renda mensal familiar per capita de até três salários-mínimos. Nesse caso, o financiamento mínimo é  50% do curso, enquanto o limite máximo semestral é R$ 42 mil.

A modalidade chamada de P-Fies é para candidatos com renda familiar per capitaentre 3 e 5 salários-mínimos. Nesse caso, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito que pode ser um banco privado ou Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento.

O resultado da seleção do Fies será divulgado no dia 27 de julho, em chamada única. Os candidatos que forem pré-selecionados deverão complementar as informações da inscrição no período de 27 a 31 de julho e, depois, fechar a contratação do financiamento.

No caso dos estudantes inscritos no P-Fies, não haverá lista de espera. Os demais poderão manifestar interesse entre os dias 1º e 24 de agosto.

O Fies concede financiamento a estudantes em cursos superiores de instituições privadas com avaliação positiva pelo Ministério da Educação.

Inscrições para Fies estão abertas a partir de hoje 2018-07-16T16:32:58+00:00

Vestibular 2018: Fatecs divulgam gabarito da prova

Por Assessoria de imprensa Publicado em 03/07/2018, 15:32 - Atualizado em 03/07/2018, 15:32

O gabarito da prova do processo seletivo das Faculdades de Tecnologia (Fatecs) do Estado de São Paulo para o segundo semestre de 2018 já pode ser consultado no site do Centro Paula Souza ou no site do Vestibular Fatec. A prova foi realizada neste domingo (1º) e reuniu mais de 50 mil candidatos às vagas oferecidas pelas 72 unidades.

A prova contou com 54 questões objetivas e uma redação e foi aplicada durante cinco horas. Os candidatos dos 74 cursos oferecidos neste vestibular podem checar o caderno de respostas para obter uma base de acertos, porém esse resultado não implica na somatória definitiva da prova. Os critérios de valor das questões para cada curso podem ser consultados no Manual do Candidato.

Divulgação dos Resultados

No dia 20 de julho, cada Fatec vai divulgar a lista de classificação geral dos candidatos que participaram do Vestibular para o segundo semestre e a primeira lista dos convocados para matrícula. A relação pode ser vista também no site. Caso as vagas não sejam preenchidas pelos candidatos da primeira chamada, a segunda lista será afixada somente na faculdade no dia 25 de julho.

A matrícula deve ser feita na secretaria da Fatec onde o candidato pretende estudar, no horário determinado pela unidade de ensino, nos dias relacionados abaixo, desde que não seja feriado municipal na cidade onde a Fatec está localizada. Perderá direito à vaga quem não fizer a matrícula na data determinada ou deixar de apresentar os documentos exigidos.

23 e 24 de julho: matrícula dos convocados na primeira lista;

25 de julho: divulgação dos convocados da segunda lista, nas respectivas Fatecs;

26 de julho: matrícula para os candidatos chamados na segunda lista;


Documentos para Matrícula

Para efetivar a matrícula, o candidato deve entregar uma foto 3×4 recente e cópia autenticada em cartório ou cópia simples acompanhada do original de cada um dos seguintes documentos: certificado de conclusão do Ensino Médio ou equivalente; histórico escolar completo do Ensino Médio ou equivalente; certidão de nascimento ou casamento; carteira de identidade (RG); cadastro de pessoa física (CPF); título de eleitor, para os brasileiros maiores de 18 anos, com o comprovante de votação ou certidão de quitação eleitoral; documento de quitação com o serviço militar, para brasileiros maiores de 18 anos, do sexo masculino.

O candidato que ingressou no Sistema de Pontuação Acrescida pelo item escolaridade pública deve apresentar histórico escolar ou declaração escolar, comprovando que cursou integralmente o Ensino Médio ou EJA na rede pública municipal, estadual ou federal, com detalhamento das escolas onde estudou.

Caso o candidato pretenda obter aproveitamento de estudos em disciplinas já concluídas em outro curso superior, deve apresentar a documentação referente à carga horária, ementa e programa da disciplina cursada e histórico escolar da instituição de ensino superior de origem.

Vestibular 2018: Fatecs divulgam gabarito da prova 2018-07-03T15:32:54+00:00